BASES DA  DIDÁTICA E ORATÓRIA

Responsável: Prof. Dr. Eduardo de Souza

Fornecer aos pós-graduandos instrumentos úteis para o exercício da oratória, especialmente no que se refere a apresentação de aulas ou trabalhos em eventos científicos. São ministrados conceitos básicos da oratória, cuidados e técnicas com o uso da voz, estrutura de uma apresentação, erros mais comuns, contextualização de uma palestra, medo de falar em público e a linguagem do slide. A disciplina consta de aulas teóricas e exercícios práticos baseados no preparo e apresentação de temas, além da realização de aulas a nível de graduação sob supervisão dos docentes.

 

 

CIENTOMETRIA

Responsável: Prof. Dr. Edward Araujo Júnior

Este curso visa fornecer aos pós-graduandos conhecimentos avançados sobre as principais bases de pesquisa como JCR (Journal Citation Reports), periódicos de Ginecologia e Obstetrícia indexados no JCR, Fator de impacto, Fator H, classificação Qualis, ID-Research, ORCID, produção científica brasileira e mundial na área de Ginecologia e Obstetrícia, Scopus, Pubmed, LILACS, Scielo e Google Scholar.

 

 

DOCÊNCIA

Responsável: Profa. Dra. Rosiane Mattar

Visa o preparo do pós-graduando para o exercício da função docente. Parte-se do princípio de que o preparo para a função docente não significa apenas a instrumentação técnica, mas também uma reflexão crítica desta prática e da realidade ao qual está inserido. Esta disciplina procura englobar os conteúdos de Pedagogia Médica e Didática aplicada ao ensino da Obstetrícia, procurando-se analisar seus determinantes através do estudo do sistema educacional e suas particularidades no campo da saúde. Em Didática, ocupam lugares privilegiados, o planejamento e a prática em sala de aula.

 

 

EPIDEMIOLOGIA CLÍNICA

Responsável: Profa. Dra. Liliam Cristine Rolo Paiato

Neste curso os alunos estudarão o processo saúde-doença na sociedade, analisando a distribuição populacional e os fatores determinantes das doenças, danos à saúde e eventos associados à saúde coletiva, propondo medidas específicas de prevenção, controle ou erradicação de doenças e fornecendo indicadores que sirvam de suporte ao planejamento, administração, e avaliação das ações de saúde. Em relação à definição da estratégia de investigação, o instrumental da Epidemiologia Clínica engloba quatro estratégias básicas de pesquisa: estudos ecológicos, estudos do caso-controle, estudos de coorte, e estudos seccionais (ou de prevalência). O enfoque deste curso será na área de Ginecologia e Obstetrícia.

 

 

INFORMÁTICA NA PESQUISA CLÍNICA

Responsável: Prof. Dr. Luciano Marcondes Machado Nardozza

Procura capacitar o aluno a realizar pesquisas na internet utilizando conhecimentos de “information retrival”, criar e manter um banco de dados, fazer análises estatísticas em bancos de dados e redigir artigos utilizando softwares específicos para o gerenciamento de referências bibliográficas (Endnote e Reference manager), bem como as novas ferramentas de redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram.

Conteúdo:

  • SPSS;
  • Criando um banco de dados;
  • Importando um banco de dados do Microsoft Excel;
  • Análises descritivas;
  • Teste-t;
  • Information Retrival;
  • Operadores Booleanos;
  • Precision e Recall;
  • Técnicas de Information Retrival;
  • MeSH;
  • Pubmed;
  • Reference Manager;
  • Criando uma lista de referências;
  • Importando uma lista de referências do PubMed;
  • Inserindo referências no texto;
  • Gerando referências bibliográficas;
  • Facebook, Twitter e Instagram.

 

 

INTERNACIONALIZAÇÃO EM PESQUISA

Responsável: Profa. Dra. Silvia Daher

Este curso visa orientar os pós-graduandos a respeito de pesquisas multicêntricas internacionais, bem como apresentar os principais centros mundiais de pesquisa em Ginecologia e Obstetrícia, com suas respectivas linhas de pesquisa. Visa também estimular a realização de doutorados sanduíches ou pós-doutorados em instituições estrangeiras, bem como a vinda de professores visitantes. Além disso, são apresentadas as principais agências de fomento à pesquisa, tanto nacionais, quanto internacionais, que financiam projetos e bolsas de pesquisa. 

 

 

REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE

Responsável: Profa. Dra. Maria Regina Torloni

Revisão sistemática é uma metodologia de investigação científica que busca reunir os resultados de múltiplos estudos primários, utilizando-se de estratégias que limitam vieses e erros aleatórios. Essas estratégias consistem de uma pesquisa ampla de todos os estudos relevantes e do uso de critérios explícitos e reprodutíveis na seleção e na avaliação críticas dos estudos identificados. Quando os resultados dos estudos são sumarizados, mas não são estatisticamente combinados, a revisão é denominada como sistemática qualitativa. Quando a revisão sistemática utiliza métodos estatísticos para combinar os resultados de dois ou mais estudos é denominada de revisão sistemática quantitativa ou metanálise.

 

 

ANÁLISE DO PROCESSO DE PUBLICAÇÃO E INDEXAÇÃO DE PERIÓDICOS

Responsável: Prof. Dr. Antonio Fernandes Moron

Ensina o aluno o que é fator de impacto (FI) e como analisar o mesmo em diversos periódicos nacionais e internacionais. Qual a posição de todos os periódicos da área de ginecologia e obstetrícia indexados na base JCR. Ensina o que é a classificação QUALIS da CAPES para os periódicos indexados na área de MEDICINA III. Também, são abordadas outras bases de dados como SCOPUS, EMBASE, PUBMED/MEDLINE e SCIELO. Ensina o aluno a escolher qual o periódico mais adequado a sua respectiva pesquisa, bem como treinamento de submissão eletrônica do artigo.

 

 

BIOESTATÍSTICA

Responsável: Profa. Dra. Roseli Mieko Yamamoto Nomura

O curso visa fornecer ao aluno conceitos básicos de estatística, os quais serão úteis para indicação e interpretação dos resultados de sua pesquisa. São apresentados conceitos de variáveis numéricas e categóricas, regressões lineares simples, testes comparativos e conceitos básicos de regressões logísticas uni e multivariadas. Os alunos terão contato tanto com o programa Excel 2010 (Microsoft Corp., Redmond, WA, USA), quanto com o pacote estatístico SPSS versão 15.0 (SPSS Inc., Chicago, IL, USA). Ao final do curso, o aluno será treinado a aplicar os testes estatísticos mais adequados à sua respectiva pesquisa, os quais serão checados e acompanhados pelos docentes do curso.

 

 

BIOÉTICA

Responsável: Profa. Dra. Sue Yazaki Sun

O curso tem como propósito capacitar o futuro profissional médico a identificar os aspectos morais relevantes ao contexto da prática clínica cotidiana, além de perceber o maior número possível de dilemas morais que existem numa determinada situação. Tomar decisões de caráter moral nos casos individuais e também nas situações sociais gerais, como alocação de recursos escassos, políticas públicas, de saúde, conflito de interesses, etc. Fundamentalmente, o curso deve dirigir-se no sentido de propiciar a cada aluno em particular, os fundamentos lógicos do pensamento filosófico crítico, com os quais possam fazer juízos de valor e, com isso, assumir posturas e tomar decisões.

 

 

ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO

Responsável: Prof. Dr. Julio Elito Júnior

O estudo clínico randomizado (ECR) consiste basicamente em um tipo de estudo experimental, desenvolvido em seres humanos e que visa o conhecimento do efeito de intervenções em saúde. Diferencia-se dos demais tipos de estudos clínicos experimentais pelo fato de os participantes receberem uma, dentre as intervenções propostas, de forma aleatória. São os estudos de maior relevância científica. O objetivo deste curso é oferecer aos pós-graduandos conhecimentos avançados de aleatorização de grupos, intervenções e análises de dados, com ênfase na área de Ginecologia e Obstetrícia.

 

 

METODOLOGIA DA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

Responsável: Prof. Dr. Nelson Sass

Oferecer aos alunos conhecimentos avançados de pesquisa em bases de dados como Pubmed/Medline, SCOPUS, EMBASE e SCIELO. Por meio do uso de palavras-chave (MESH), obter os artigos mais apropriados para o desenvolvimento de sua pesquisa. Além disso, orienta os alunos a escreverem Introdução, Metodologia e Discussão de suas respectivas teses, além da padronização Vancouver para as referências bibliográficas.

 

 

METODOLOGIA PARA CONFECÇÃO, DESENVOLVIMENTO E EXPOSIÇÃO DE PROJETOS CIENTÍFICOS

Responsável: Prof. Dr. Edward Araujo Júnior

Apresentado ao aluno os tópicos que devem compor um projeto de pesquisa a ser encaminhados aos comitês de ética em pesquisa das instituições de ensino e hospitalares e a órgãos de fomento à pesquisa. O aluno deve, como experiência prática, preparar um projeto fictício para encaminhamento que será avaliado pelo docente responsável. São apontados erros comuns na escrita dos projetos e demonstradas as dificuldades na escrita em português e inglês. Ensina o aluno de pós-graduação o processo de procura de fonte de recursos financeiros para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, como preparar o projeto, definir cronograma de execução, elaborar orçamentos, proceder à obtenção de documentação necessária para aquisição de material nacional e importado, bem como, enviar a documentação aos órgãos de fomento.

 

 

MODELOS EXPERIMENTAIS DE PESQUISA EM OBSTETRÍCIA

Responsável: Profa. Dra. Mary Uchiyama Nakamura

Capacitar o aluno a utilizar modelo animal para estudo reprodutivo nos seguintes itens: escolha do animal, biossegurança e controle, hiperestimulação ovariana, retirada de oócitos, fertilização in vitro e reconhecimento e manuseio de embriões. Serão abordados também temas relacionados com bioética animal; indução de hiper e hipolipidemias experimentais; avaliação da composição corporal; esvaziamento e motilidade gástrica; resistência vascular in vivo (in situ) e in vitro; pressão arterial, frequência e débito cardíaco; fluxos sanguíneos regionais, controle reflexo e humoral do sistema cardiovascular; modelos experimentais de hipertensão; insuficiência cardíaca e diabetes; modelos experimentais para estudar diversos tipos de comportamento; monitorização das alterações metabólicas; verificação de outras intervenções terapêuticas; avaliação do fluxo sanguíneo e oxigenação tecidual (microscopia intra-vital); emprego  de técnicas vídeo cirurgias e micro-vídeo cirurgias.

 

 

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS E PATENTES

Responsável: Prof. Dr. David Baptista da Silva Pares

Este curso visa dar informações de como se obter financiamentos por meio de parcerias com empresas privadas nacionais e internacionais. Oferece informações de como elaborar e submeter projetos, bem como quais as empresas que desenvolvem pesquisa relacionadas às linhas de pesquisa do programa de pós-graduação. Em face da redução dos investimentos públicos, as parcerias público-privadas são uma forma importante de manutenção da excelência das pesquisas em universidades públicas. Da mesma forma, garante a inovação tecnológica, de forma a obter o patenteamento de medicamentos, insumos e materiais que porventura forem desenvolvidos durantes as pesquisas.  

 

 

Atenciosamente,

Prof. Dr. Edward Araujo Júnior

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Obstetrícia da EPM/UNIFESP