(Português do Brasil) Critérios de seleção do corpo docente e discente

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

 

O fluxo discente é contínuo durante todo o ano, estando aberto a profissionais médicos e não médicos da área da saúde, bem como de outras áreas. Para o ingresso o profissional interessado deve entrar em contato com a secretaria do programa de pós-graduação e agendar uma entrevista com o coordenador do programa. Estas entrevistas são realizadas às segundas pela manhã ou quintas às tardes, para tanto, o candidato deve levar o seu curriculum atualizado na plataforma Lattes e uma foto 3×4. Nesta entrevista, o coordenador irá avaliar o histórico científico do candidato, bem como indicar em qual linha de pesquisa irá desenvolver sua dissertação/tese. O nome do candidato será apreciado pela comissão de pós-graduação do departamento a qual se reúne a primeira segunda-feira de cada mês. Em sendo aprovado pela comissão, o aluno terá um prazo máximo de seis meses para desenvolver o projeto de sua dissertação/tese, o qual inclui introdução, revisão de literatura, metodologia e cronograma, além do envio do projeto e termo de consentimento para análise no comitê de ética em pesquisa da universidade federal de são Paulo (Unifesp). A apresentação do projeto será realizada por meio de aula expositiva com duração de 30 minutos aberta ao público, sendo o mesmo arguido por três docentes com titulação mínima de doutorado da instituição ou convidados. Considera-se aprovado o aluno que obtiver a aprovação por pelo menos dois dos três membros. Após a defesa pública do projeto, o aluno será regularmente matriculado e começará a contar o seu prazo, sendo de 24 meses para o mestrado e 48 meses para o pós-doutorado.

 

Para o pós-doutorado, o aluno deverá apresentar o título de doutor reconhecido pelo ministério da educação, o artigo advindo da sua tese de doutorado e publicado em revista indexada no journal citation reports (JCR), pelo menos classificação Qualis B2 pela CAPES, formulário de inscrição específico encontrado no site da Unifesp, projeto de pesquisa com nome do supervisor e termo de aceite do comitê de ética em pesquisa da Unifesp. Para o pós-doutorado, não haverá necessidade de apresentação de aula expositiva e com banca de arguição para a matrícula. De posse de toda a documentação, o aluno será matriculado e não há um prazo definido para sua conclusão. Para o recebimento de seu certificado, o aluno deverá entregar o relatório final de suas atividade de ensino e pesquisa, bem como o artigo advindo de sua pesquisa em revista indexada no JCR, pelo menos classificação Qualis A2 pela CAPES.

 

A seleção do corpo docente será baseado em suas atividades de ensino e pesquisa, as quais serão analisadas pelo seu curriculum Lattes atualizado. Os critérios serão titulação (doutorado e/ou livre docência), publicações em periódicos indexados no JCR e classificação Qualis, orientações prévias de alunos de iniciação científica, mestrado, doutorado ou pós-doutorado, e obtenção de auxílios financeiros por meio de agências públicas ou empresas privadas. A seleção será realizada, preferencialmente, ao final de cada quadriênio de avaliação do programa pela CAPES, contudo, excepcionalmente, em vista da excelência do candidato e necessidade do programa, a seleção poderá ocorrer durante o período de avaliação do quadriênio. O candidato que se interessar, médico ou não médico da área de ciências da saúde, deverá entrar em contato com a secretaria do programa e agendar uma entrevista com o coordenador do programa tendo em mãos o seu curriculum Lattes atualizado. Em seguida, o nome do candidato será apresentando à comissão de pós-graduação do departamento a qual se reúne a primeira segunda-feira de cada mês. Sendo o nome aprovado, o candidato irá preencher formulário específico a ser encaminhado à câmara técnica de pós-graduação da Escola Paulista de Medicina. Em tendo o seu nome aprovado, o período de credenciamento será inicialmente de cinco anos, podendo ser renovado após uma nova análise de seu desempenho científico e de ensino.

 

Atenciosamente,

Prof. Dr. Edward Araujo Júnior

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Obstetrícia da EPM/UNIFESP